Sem conseguir leito de UTI, idoso com Covid-19 morre em hospital de Itabela. Este é o 2º caso deste tipo em menos de uma semana.

Giro de Noticias - 22/06/2020 - 12:09


A abertura de novas vagas de UTIs em Teixeira de Freitas no Sul do Estado para atender casos graves de covid-19 não está sendo suficiente para suprir a demanda de pessoas que precisam de terapias intensivas. Pelo menos é o que denuncia amigos e familiares de um senhor de 65 anos de idade, morador de Teixeira de Fretas e estava em um assentamento próximo da cidade de Itabela/BA, foi internado no Hospital Frei Ricardo em Itabela em estado grave de saúde e precisava de uma transferência para um hospital e referência com Leitos de UTI e acabou vindo a óbito sem ser referido por falta de vaga.

A filha do idoso Jucelino Santiago de 65 anos, vendo seu pai morrendo sem ser transferido entrou em contato desesperada com meios de comunicação, pois estava vendo seu pai morrer aos poucos e não havia vaga em Porto Seguro, e eles estavam precisando de uma vaga em Teixeira de Freitas que também não foi liberada.

“Eu sou Jaciara, me encontro no Hospital de Itabela com meu pai, que foi diagnosticado com Covid-19. Meu pai vai morrer se ele não tiver ajuda aqui. Ele precisa de uma UTI o mais depressa possível. Ele é cardíaco, ele vai morrer. Eu estou vendo meu pai morrer à mingua e não tem vaga. Já colocaram meu pai no Sistema da Regulação desde ontem, mas parece que só em Teixeira que tem vaga. Pelo amor de Deus, não deixa o meu pai morrer assim não”. Horas após a publicação ele veio a óbito esperando vaga sem ser transferido.

Essas foram as palavras desesperadas da jovem, que estava vendo seu pai se desfalecer, e nada sendo feito. A equipe de reportagem do Liberdade News, fez um apelo nas redes sociais, procurou o secretário, procurou vereadores, mas nada conseguiu. O secretário de saúde de Teixeira de Freitas disse à reportagem que estava providenciando a vaga para o senhor Jucelino Santiago. Mas, desde o dia 20 de junho nada foi resolvido. “No Boletim Municipal de Teixeira de Freitas de sábado, foi informado que haviam 11 pacientes internados na UTI, então tinha vaga. A pergunta é o porquê que esse senhor não foi transferido”? Questiona a reportagem.  

O Hospital de Itabela é pactuado, faz parte dos 19 municípios de pactuação, e o paciente podia muito bem ser transferido para Teixeira de Freitas, já que Porto Seguro não tinha vaga. Onde estão as vagas do Hospital de Campanha, já que são 20 leitos de UTI, e segundo nota da SMS está ocupado com 11 pessoas. O secretário disse que estava providenciando, que tem um protocolo, essa é uma situação lamentável e que precisa ser apurado pela justiça. Esse Hospital de Campanha tem vaga ou não, é para atender ao povo do Extremo Sul ou não? O que está acontecendo?

Notícias divulgadas na internet por populares dão contas de que, foi solicitada a UTI Móvel de Sistema Avançada do Samu, mas o veículo estava sem aparelhamentos de proteção usados nestes casos para realizar a remoção do paciente, assunto que também devem ser apurados.

A reportagem apurou ainda, que o senhor Jucelino é morador do Bairro Castelinho em Teixeira, mas tem um sítio em Itabela, e estava naquela cidade a trabalho. Independente dele ser morador de Teixeira ou não, ele precisava ser encaminhado a uma UTI. A cidade de Itabela não tem um veículo em conformidade para fazer essa remoção de paciente nesse estado de saúde, covid-19. É preciso solicitar a ambulância avançada do Samu para este tipo de transferência, mas quase em todos os casos as solicitações são negadas.

Veja a Nota da secretaria divulgada na noite deste domingo dia 21 de junho de 2020.

No dia 17 de junho de 2020, deu entrada no Hospital e Maternidade Frei Ricardo de Itabela-Ba, um cliente, 64 anos (idoso), vindo do Assentamento Frutos da Terra Município de Porto Seguro. Portador de Cardiopatia, com queixa de desconforto respiratório, tosse produtiva, febre, dispneia. Foi instalado investigação para as causas dos sintomas apresentados, onde no mesmo dia foi realizado teste rápido para COVID-19, mas nesta data resultado apresentou NEGATIVO. Iniciado ainda neste dia antibioticoterapia. Mantido o paciente em isolamento respiratório.

No dia 18/06 foram realizados exames de imagem e laboratoriais, que sugeriu uma Pneumonia, e assim estabelecido tratamento. Dia 19/06 cursou com as mesmas queixas. Neste dia 20/06, o paciente apresentou piora do quadro, com acentuação do desconforto respiratório, dor torácica e queda da saturação, tentou-se inicialmente referência do paciente por via da Regulação Estadual para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, tendo vista que o Paciente realizava naquele município acompanhamento com Cardiologista e apoio dos familiares, com agravamento do quadro, precisou, portanto, de uma UTI Cárdio.

Com progressiva piora, em desnaturação, foi realizado novo Teste rápido para Covid-19, dando, portanto, positivo. Á partir de então, tentou-se transferência para uma unidade referência em Covid-19, em especifico, UTI Covid.  Com vaga Negada em Porto Seguro-Ba, sem resposta de Teixeira de Freitas e Sem liberação de Vaga em UTI em qualquer outra Unidade no Estado pela Central de Regulação do Estado-CER.

O Idoso neste dia 21 de junho 2020 evoluiu em óbito. Logo, realizado teste rápido em filha que manteve na unidade Hospitalar, foi diagnosticada também com Covid-19. O Hospital e Maternidade Frei Ricardo salientam que conforme pactuação, todos os cuidados necessários ao paciente foram prestados. E que se solidariza junto aos familiares.

O primeiro caso deste tipo que morreu sem ser transferida do Hospital de Itabela para  um Hospital de referência, foi a idosa  Maria Mendes de 84 anos, moradora do Bairro da Jaqueira, em Itabela, que faleceu na tarde de sexta-feira, 12/06, no Hospital Frei Ricardo de Itabela com resultado positivo do covid-19 em teste rápido e negado em teste feito pelo Laboratório Central do Estado da Bahia (Lacen). A idosa ficou internada por mais 14 horas e não conseguiu ser transferida  para um hospital de referência para tratamento da doença.  

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



Situação muito triste e revoltante.
Jocelia

Gente, até quando vão continuar morrendo de pessoas por falta de estrutura na saúde de Itabela?? Ao invés de construir praças, construa um hospital digno para que depois todos possam usufruir das praças
Da terra

Meu Jesus tenha misericórdia de todos Q triste, meus pêsames aos familiares
Maria

Esse hospital e uma vergonha
Maria