Tempo em Itabela
Itabela
+30°C
PUBLICIDADE:
PUBLICIDADE:
Acusado de matar agenciador de carga Biro Biro em Itabela é condenado a 24 anos de prisão.
Por: Giro de Noticias - Data: 30/11/2017 - 17:35:48

Tribunal do Júri da Vara Criminal de Itabela anunciou na tarde desta quinta-feira (30) a condenação de Maxuel Fernandes Santana, há 24 anos de prisão em regime inicial fechado pelo crime de homicídio qualificado, cometido em maio de 2013 contra Antônio Paulo Deió, o “Biro Biro”.

Maxuel Fernandes Santana, natural de Porto Seguro, foi preso em 2013 por tráfico de drogas e  confessou ser o autor do assassinato de Antônio Paulo Deió o “Biro Biro”. O homicídio aconteceu por volta das 7h no pátio do posto de combustível Pau Brasil, Centro de Itabela.

Maxuel que tinha passagem pela polícia e réu confesso da morte de Biro Biro, vinha sendo procurado pela polícia, o mesmo teria fugido logo após o crime e acabou preso três meses depois em Itabela. Ele contou a polícia que teria vindo de Porto Seguro com o intuito de vender droga durante a festa do café que aconteceu na cidade.

Os policiais militares Alexandre e Pulo Henrique reconheceram o elemento no circuito da festa e passaram a monitora-lo, por volta das 5h30m a polícia prendeu o acusado e mais 4 pessoas, com eles, foram apreendidas uma grande quantidade de drogas, dinheiro, e uma arma de fogo, revólver calibre 38, possivelmente  usada para matar “Biro Biro”.

Maxuel Fernandes Santana foi autuado em flagrante, por tráfico de drogas associação ao tráfico e porte ilegal de arma de fogo. O delegado Dr. José Hermano Costa representou à Justiça pela prisão preventiva do acusado pela morte do agenciador de carga, “Biro Biro”.

Na época ele confessou a autoria na morte de “Biro Biro”, e disse que o crime foi de encomenda, mais não quis revelar quem foi o mandante do crime.

O Promotor de Justiça da Comarca de Itabela Dr. Helber Luiz Batista produziu a acusação, mostrando as provas e pediu a condenação do réu. O Conselho de Sentença, por seis votos a zero, acolheu o pedido da acusação e reconheceu a autoria, a materialidade, a qualificadora e a causa especial de aumento de pena de o homicídio ter sido praticado contra idoso e por motivo fútil. Com isso, o Tribunal do Júri de Itabela condenou o réu Maxuel Fernandes Santana, nas penas do art. 121, 2º, inciso III e 4º, do Código Penal, a 24 anos de reclusão.

O Juiz de Direito, Dr. Heitor Awi Machado de Attayde, leu a pena de Maxuel Fernandes Santana, por volta das 18h. O julgamento aconteceu mais de quatro anos depois do crime, cometido em maio  de 2013.

No caso do homicídio, o Júri entendeu que houve duas qualificantes, motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima. Isso representou em aumento da pena. O advogado de defesa do réu, Dr. Antônio Apóstolo de Lima confirmou que não vai preparar o recurso para contestar a sentença.

Os familiares da vitima disseram sentir-se com sensação de justiça feita, apesar de não poder ter mais o Biro Biro de volta. “A dor de perder um pai não passa, mas pelo menos estou sabendo que a justiça foi feita”, desabafou Ariane Deió, filha da vitima.

Deixe seu comentário:             ( 12 pessoas já comentaram! )

Nome:


Máximo de caracteres permitidos 500/


                 

PUBLICIDADE:
PUBLICIDADE: