Mulher é sequestrada agredida e enterrada viva na cidade de Itamaraju.

J. Alencar - 26/12/2012 - 13:15


Itamaraju- A dona de casa Maria Aparecida Lima dos Santos (25 anos), da cidade e de Itamaraju, foi vítima de emboscada montada pelo ex-marido Valdir Reis de Jesus (44 anos), com ajuda de um dono de lotação conhecido da vítima que ao invés de leva-la para o centro da cidade onde e mesma  destinava ir, levou a doméstica até uma matagal distante e a entregou nas mãos do ex-marido que a esperava.

Maria conta que ao chegar ao local, no trevo do Parque Nacional de Monte Pascoal a 10-KM do centro da cidade, encontrou o ex-marido montado em uma Moto. Segundo ela, foi empurrada para fora do carro e ali mesmo começou as agressões físicas e tortura. Foi momento de terror e de muito sofrimento eu fui espancada, tive as roupas rasgadas, fui enforcada ate desmaiar, como se não bastasse fui enterrada ainda viva.

A vítima protagonista desta história com requintes de filme de terror foi ouvida na delegacia de polícia civil na manhã desta segunda-feira (24), Em depoimento, a mesma confirma que o seu ex-marido Valdir Reis de Jesus tentou mata-la e teria enterrada viva na manhã de sábado (22) para raptar seus dois filhos que ainda continuam desaparecidos em poder do pai agressor.

O que mais chamou a atenção da polícia além das marcas das agressões, sofrida pelo ex-marido, foi os detalhes que a vítima deu de como ela sobreviveu. Maria disse que quando voltou em si estava com o rosto coberto de terra, disse ainda que contou com a ajuda do ex que continuava no local para sair de dentro do buraco, ele a levou até uma represa lavou o rosto dela e levou até o distrito de Itabela em São João do Monte (Motinho) onde a deixou na casa de um parente.

Após deixa-la no distrito de Montinho, Valdir fugiu passando por sua residência em Itamaraju onde raptou seus dois filhos sem deixar nenhum vestígio.

A polícia civil investiga o caso, e pede quem souber do paradeiro das crianças ou do agressor ligar para os números 190, 197 ou Conselho Tutelar de Itamaraju (73) 3294 – 0853.

Fotos:Teixeiranews


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



O correto é fazer a mesma babarie com este corno, enterre ele vivo, depois de torturar bastante é claro.
Barbaridade Tchê

se o cara ia matar ela porque ele mesmo tiro ela da cova que ele jogou,isto eata estranho nao sei nao neste mato tem coelho si tem.
estranho

essa historia ta mal contada ???????????????????
duvida