Tempo em Itabela
Itabela
+30°C
PUBLICIDADE:
PUBLICIDADE:
Moradores no interior de Guaratinga e Itabela reclamam de trânsito de caminhões da Veracel na BR-283.
Por: Redação - Data: 06/01/2018 - 21:19:52

Moradores e dono de veículos que circulam pela BA-283 que liga as cidades de Itabela e Guaratinga, Sul da Bahia, reclamam do elevado fluxo de caminhão pesado cheio de toras de eucalipto que corta a Avenida Guaratinga, principal  rua de Itabela, deixando um rastro de poeira e impacto temeroso devido o peso dos caminhões.

A extração de madeira na região virou o centro de uma disputa entre moradores indignados com o vaivém de caminhões e a Veracel Celulose, produtora de celulose de eucalipto responsável pelos veículos.

A BA-283 não é o único caminho para a empresa escoar a madeira de um de seus fomentos na região do Município de Guaratinga. A empresa pode ter cometido um erro de não  ter consultado a comunidade e os poderes Legislativo e Executivo.

O tráfego de caminhões da Veracel Celulose por dentro de áreas povoadas  já ficou proibido no distrito de Monte Pascoal e no Povoado de São João do Monte, “Montinho”, território de Itabela, após ação da Defensoria Pública alegar danos socioambientais gerados pelo cultivo de eucalipto na região.

As reclamações de moradores da região de Guaratinga e de Itabela se deu pelo péssimo estado conservação da BA-208 e pela falta de estrutura da referida estrada para o transito destes caminhões.  

Desde que os caminhões iniciaram o transporte da madeira há cerca de uma semana, já danificaram calçamento da avenida, causaram fissuras em casas e esburacaram ainda mais a rodovia estadual, que dá acesso a BR-101 em Itabela a Cidade de Guaratinga.

Segundo os moradores, o tráfego é maior à noite. Dormir tranquilamente é impossível para quem mora próximo da Avenida Guaratinga. Um morador diz que a cama dele treme a cada caminhão que surge. ”Estou com medo que as  paredes de casa tenha rachaduras, se isso acontecer será que a empresa  vai vir aqui arrumar tudo quando o transporte acabar”, conta.

Tanta foi à pressão dos moradores que o vereador Alencar da Rádio  foi averiguar a situação e contatou algumas irregularidades no transporte,  caminhos  próximo de outro, horário em próprio, durante  a noite e madrugada já que os caminhos transitam em meio a cidade, além do aumento de buracos e rachaduras no asfalto da BA-283, ocasionando ainda mais a precariedade da estrada.  

O parlamentar foi até a propriedade onde está sendo extraída a madeira. A fazenda fica no município de Guaratinga e sob Registro PPF- 109 (Programa Produtor Florestal) em nome do senhor Edilson. Diante das evidencias de ilegalidades o vereador comunicou o caso ao Promotor de Justiça da Comarca de Itabela Dr. Helber Luiz Batista.

Deixe seu comentário:             ( 14 pessoas já comentaram! )

Nome:


Máximo de caracteres permitidos 500/


                 

PUBLICIDADE:
PUBLICIDADE: