Guaratinga: prefeitura não paga 13º salário a professores e causa revolta.

Redação - 07/01/2018 - 09:20


A prefeitura de Guaratinga deixou de pagar o 13º salário dos professores da rede pública municipal de ensino, gerando grade revolta naqueles profissionais. Segundo informações fornecidas ao Giro de Noticias, apenas os profissionais da saúde receberam esse salário de direito, este ano.

O fato virou polêmica, ainda mais, pelo fato de que o sindicato dos professores, entidade que milita em favor dos profissionais da categoria, não recebeu uma informação oficial de quando a prefeita vai pagar.

Professores estão mostrando suas revoltas via grupos de WhatsApp e redes sociais, mas pediram que não fossem identificados nesta matéria. Funcionários daquela Casa Municipal já ameaçam procurar o Ministério Público para que providências sejam tomadas.

A prefeita Christine Pinto Rosa descumpriu a Constituição Federal e a Lei de Responsabilidade Fiscal deixando centenas de servidores sem receber o décimo terceiro salário. O prazo estipulado por lei seria até o dia 20 de dezembro de 2017.

Nos termos jurídicos, o não pagamento desse direito do servidor configura crime de apropriação indevida. Outro fato que chama atenção é que, em um ano de existência do mandato da atual prefeita, a gestora municipal já deixou de pagar o décimo terceiro salário dos servidores.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



É um dos piores prefeitos que já exerceu um cargo de gestor do município de Guaratinga.
Guaratinga