Servidores da Educação de Guaratinga decidem em assembleia não iniciarem ano letivo por falta de pagamento.

Redação - 09/01/2018 - 19:12


Em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (09) no auditório da APLB Sindicato – Núcleo Garça Branca, os profissionais da educação de Guaratinga decidiram não iniciar as atividades letivas de 2018, devido à falta de pagamento da categoria referente ao 13º salário de 2017 e o salário do mês de dezembro dos profissionais de apoio como merendeira, vigias, zeladores e secretários escolares.

Esta é a primeira paralisação no ano de 2018 da categoria e terceira referente a falta de pagamento por parte da gestão atual. Na assembleia ainda ficou determinado que os profissionais da educação, não participarão da Jornada pedagógica e que as matrículas das escolas municipais não serão realizadas antes que o município cumpra com todas as reivindicações.

Segundo o secretário de Educação de Guaratinga, "Francisco Carlos" informou que está previsto que a prefeitura faça o pagamento da categoria a partir de quarta-feira (10). Com relação ao período de matrículas que estava prevista para iniciar amanhã (10), o secretário informou que caso a situação não seja normalizada a secretaria adotará uma nova estratégia para que os pais consigam fazer as matrículas escolares.

 

 

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



QUE VERGONHA PRA ESSA ADMINISTRAÇÃO, QUE ABSURDO NÃO FEZ CAIXA PARA PAGAR O DECIMO. POCHA AI LUCIANO TA NOTA 1000 SE FOR COMPARADO. É MUITA VERGONHA.
GILVAN MONTE PASCOAL.