Prefeita de Guaratinga paga grupo de apoio e não pagar décimo terceiro a professores

Redação - 10/01/2018 - 11:10


Guaratinga- É assim que se encontra a situação dos professores da Prefeitura Municipal de Guaratinga. A redação do Giro de Noticias foi procurada por um grupo de professores, que preferiu não se identificar temendo a famigerada perseguição, para denunciar o descaso da atual gestão municipal com os servidores. Segundo  o que denunciaram, a  prefeita Christine Pinto, parece não querer pagar o direito dos referidos trabalhadores ao décimo terceiro salário.

O quadro se torna ainda mais grave porque a prefeita de Guaratinga, este ano, recebeu CREDITO BENEF R$ 934.314,33 C, sendo que deste montante, R$ 420.173,98 C é recurso do FUNDEB o que daria para pagar o décimo salario que é de R$ 36.000.00O. O sufoco e a regressão sofrida pelos mencionados servidores é absurda, e para piorar o município anunciou, que eles não receberão o décimo terceiro salário enquanto não chegar uma verba extra do Governo Federal.

Para onde foi toda essa grana que deveria ser daquele que derramou o suor trabalhando dignamente? Para onde foi à vergonha dos nossos representantes políticos? Que Município é esse que não tem dinheiro para pagar o direito de um trabalhador? São apenas perguntas que não querem calar.

A APLB Sindicato na verdade está tomando providencias na justiça para garantir o direito desses servidores, já está passando da hora desta gestora pública entender que não é a “velha política” e nem a vontade arbitrária da prefeita que devem definir quanto um professor deve ganhar, ou se deve receber ou não as verbas trabalhistas, que são direitos assegurados. Exigir que um professor exerça o seu trabalho normalmente, mas, por outro lado na hora de pagar o seu salário é esta humilhação” declarou o coordenador  do Sindicato.

Dente do exposto, o vice-prefeito do município Sr. Ezequiel Xavier, entrou com uma representação contra a gestora ao Ministério Público, certamente a Justiça poderá obrigar o município a informar para onde está indo o repasse integral do Fundeb; indevido às demais verbas sonegadas, e quem sabe as contas da prefeitura de Guaratinga não serão bloqueadas para pagar o que já deveria ter sido pago. O décimo terceiro referente ao ano de 2017 teria que ter sido pago até o dia 20 de dezembro. O demonstrativo do Banco do Brasil mostra que o recuso veio e não foi pago, por conta da mera vontade da prefeita desumana, injusta e ilegal.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/





Pelo amor de Deus prefeita de Guaratinga pague os direitos dos professores eles merecem por transmitir educação pra nossas crianças.
Zé Carlos

O prefeita pelo amor de deus cocerta es ponte quer vai para sja porcu ta feia ta perto de cai a estrada so ta o buraco ese prefeito de sja tambem arum ese pedacio ai por vomos trablha na ora quer chegar de roba fica ai a dicau
Marcos