População se divide entre Eunápolis e Porto Seguro, e o maior Pedrão da historia cai.

Redação - 30/06/2013 - 17:00


Eunápolis - A Festa do São Pedro, realizada anualmente entre os dias 26 e 30 de julho na cidade de Eunápolis, é considerada uma das maiores  e melhores festas juninas do interior baiano, atraindo turistas de diversas regiões da Bahia e de estados vizinhos como Espirito Santo e Minas Gerais.

Criada em 1994, a festa do São Pedro titulada por “Pedrão” pelo ex-prefeito Robério Oliveira era o maior evento cultural e turístico da atualidade na cidade. São quatro dias de festa animados pelos principais grupos ou bandas musicais de forró que se apresentam na Região Nordeste e outras cidades do Brasil.

O “Pedrão”, como é conhecida a festa São Pedro, ganhou uma proporção tão grande que passou a ser incluída no Calendário Turístico do Estado da Bahia, através de Lei Estadual aprovada pela Assembléia Legislativa da Bahia e sancionada pelo então Governador Jaques Wagner.

Foto:Radar

Com a saída do ex- prefeito e Robério Oliveira e a desastrosa administração do atual gestor Neto Guerrieri, que ainda não mostrou a população eunapolitana para que veio, o Pedrão 2013, perdeu publico. Quem esteve no primeiro dia de festa no Show de Zezé de Camargo e Luciano percebeu um público menor, desânimo e falta de alegria das pessoas, não por falta de atração famosa, já que os artistas da noite são respeitados por sempre bater recordes de publico em suas apresentações em todo o Brasil.

Já o São João  de Porto Seguro, que se misturou com o “Pedrão”, teve um crescimento grandioso em comparação aos anos anteriores,  transformando-se no maior evento das principais festas populares que  Porto Seguro já teve. Segundo projeções dos organizadores do evento, na edição de 2013, o público presente, em apenas uma das noites do festejo, atingiu cerca de 70 mil pessoas, demonstrando a grandeza do evento num município em que as datas de São João e São Pedro não tinham tanta importância comemorativa.

O Pedrão de Eunápolis, que se consolidou como uma referência cultural e artística em várias edições dos festejos, por contar com participações de bandas forró, de forró, artistas consagrados em nível nacional a exemplo de Zezé de Camargo e Luciano, Dominguinhos, Gilberto Gil, Amado Batista, Chiclete com Banana, Vítor e Léo, Leonardo, Cláudia Leite, Ivete, Luan Santana  entre outros tantos, em 2013 já não apresenta o brilho, empolgação e a euforia que envolveu o público em edições passadas.

O 1º São João Elétrico de Porto Seguro teve repercussão em todas as mídias locais, regionais, estaduais e nacional, comprovando o sucesso de uma festa histórica, que entra para o calendário de eventos da Bahia.

Em cinco dias de grandes shows, Porto Seguro foi assunto e gerou mídia espontânea em mais de cem veículos de comunicação que se cadastraram para cobrir a festa ou receber o material produzido pela equipe de jornalismo da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Porto Seguro.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



Claro Robério roubava horrores para fazer o pedrão, Neto apenas diminuiu custoos, e poderia até acabar e investir em lazer permanente.


Festa e bom mas nao ajuda as pessoas que precisam de um hospital melhor. gostei do prefeito neto ele cortou os custos milhonarios do pedrao e mesmo assim ficou uma festa muito boa .as criticas ficam por conta das pessoas que mamavam na gestao passada e nao mamam mais com neto


Prefiro menos gastos em festas e mais investimento na saude e educacao
eunapolitano

Até que enfim lemos uma reportagem para falar a verdade sobre o PEDRAO. A imprensa do nosso município está publicando um monte de mentira. o povo achou a festa péssima, como tudo que o atual prefeito faz.
Moradora de Eunapolis

Isso é verdade, o Pedrão caiu, e nós até hoje também estamos esperando o asfalto da estrada da Colônia e até agora nada!!!
Eunapolitana

e verdade a festa de Eunápolis, caiu e muito
Observador